News...
HOME PAGE \ News...

ELETRICIDADE COM CURIOSIDADES

Postado em 01/05/2017 às 17:30

Os pinheiros dos tempos ancestrais geravam uma matéria viscosa conhecida como resina, que evitava a invasão de bactérias e insetos na madeira protegendo-a. Com o tempo, essa resina endurecia e polimerizava, tornando-se uma substância mineral, não cristalina, chamada hoje de âmbar. O âmbar é, portanto, uma resina fóssil, podendo conter no seu interior organismos vivos como folhas, flores, sementes, insetos e outros. Foi utilizada pela primeira vez nos anos 600 antes de cristo pelos gregos para descobrir a eletricidade. É uma seiva endurecida circulante em certas árvores que equivale ao sangue que circula no corpo humano.

Fósseis são restos ou vestígios preservados de seres vivos encontrados em locais como rochas, moldes, rastros, pegadas etc. A palavra “fóssil” vem do latin “fossilis” que significa “ser desenterrado”. A ciência que estuda os fósseis é chamada de paleontologia. A fossilização só é possível quando os restos ou vestígios dos organismos vivos são cobertos e protegidos por sedimentos  o mais rápido possível.

A velocidade da luz é tão grande (cerca de 300.000km por segundo), que o clarão dos relâmpagos é visto instantaneamente. O trovão correspondente entretanto, só pode ser ouvido algum tempo depois.

A energia elétrica pode ser produzida por várias fontes, sendo mais conhecidas as hidrelétricas, térmicas, eólicas, atômicas, solar etc. A geração e produção através da hidrelétricas é o meio mais utilizado no mundo, tendo em vista o manancial de água disponível. Noventa por centro da eletricidade consumida no Brasil é gerada por usinas hidrelétricas, sendo a maior parte na usina de Itaipu, localizada em foz do Iguaçu no Paraná, com potência instalada de 14.000MW de energia. Hoje, todas as hidrelétricas em operação no Brasil disponibilizam um potencial instalado de 109.651,02MW de energia.

O potencial técnico de aproveitamento da energia hidráulica do Brasil está entre os cinco maiores do mundo; o País tem 12% da água doce superficial do planeta e condições adequadas para exploração. O potencial hidrelétrico é estimado em cerca de 260GW, dos quais 40,5% estão localizados na Bacia Hidrográfica do Amazonas – para efeito de comparação, a Bacia do Paraná responde por 23%, a do Tocantins, por 10,6% e a do São Francisco, por 10%. Contudo, apenas 63% do potencial foi inventariado. A Região Norte, em especial, tem um grande potencial ainda por explorar.

As bolas alaranjadas e avermelhadas colocadas nos fios de alta tensão que cruzam as rodovias servem para sinalização visual para os pilotos das aeronaves, quando tiverem que utilizar as estradas para pousos de emergência.

A média de consumo anual de energia elétrica de um brasileiro é de 1.760 quilowatts-hora por ano, enquanto que a média mundial é de 2 200 quilowatts-hora. Essa pequena diferença entre a média mundial e a brasileira é porque não foram levadas em conta as particularidades de alguns países como os invernos extremamente rigorosos do hemisfério norte.

Os maiores consumidores de energia elétrica são em 1º lugar os Estados Unidos, seguidos pelo Japão, China, Canadá, Alemanha, França, Inglaterra, Itália e Brasil. Sendo que o estado norte-americano da Califórnia consome sozinho a mesma quantidade de energia elétrica consumida no Brasil.

Kwh é a medida da eletricidade consumida por um aparelho durante o tempo em que ele estiver funcionando. Watt-hora é a quantidade de energia necessária para alimentar durante uma hora uma carga com potência de 1 watt.

AC-DC é a sigla para alternating current/direct current, que em bom português significa corrente alternada/corrente contínua. É uma sigla usada em aparelhos que podem ser utilizados em duas correntes. Detalhe: é também o nome de uma banda de rock de origem australiana.

São várias as diferenças entre as tensões 110 e 220 volts. O choque numa tomada de 110 volts é, por exemplo, bem menor do que numa de 220 volts. A tensão com a manutenção mais barata é a de 220 voltas, ao contrário do que muitos imaginam por aí. Quanto à tensão mais econômica, não existe muitas diferenças, pois isso depende mais do tipo de aparelho e do tempo de uso.

Você sabia que a melhor tensão para evitar apagões é a de 220 volts? Os apagões ocorrem quando residências, edifícios comerciais e indústrias solicitam mais corrente elétrica à rede de distribuição. Uma das melhores formas de evitar essa sobrecarga é ligar aparelhos em 220 volts porque, quanto maior for a tensão, menor será a corrente que os aparelhos necessitam para continuar funcionando.

Volt é a unidade de tensão elétrica que denomina o potencial de transmissão de energia entre dois pontos distintos no espaço. Recebeu esse nome em homenagem ao físico italiano Alessandro Volta.

Os aparelhos elétricos domésticos que mais consomem energia são os cooktops (fornos e fogões elétricos) e a geladeira de duas portas. Seguem-se a eles a lavadora de louças, a geladeira de uma porta, o micro-ondas e o ferro de passar roupas.

Com relação ao custo de produção das usinas elétricas brasileiras, as usinas nucleares tem um custo mais elevado em relação as demais, com  custo médio de produção da ordem de US$ 10 mil (dólares por kilo-watt instalado).




Voltar
Acesse também o nosso e saiba mais.  
 
 
 
CLIQUE AQUI PARA AMPLIAR.
Copyright 2017 © GP Serviços. Todos os diretos reservados. Design by